20 de jan de 2016
Por Nathália Bastos

As Lembranças de Alice/ Liane Moriarty

Título: As lembranças de Alice
Autora: Liane Moriarty
Editora: Leya
Páginas: 373
Avaliação: 4/5
Sinopse: Alice tem 29 anos, é apaixonada pelo marido, Nick, e está grávida de 14 semanas do seu primeiro filho.
Ao menos é isso tudo o que ela se lembra. Imagine sua surpresa ao ser informada
- quando acorda após um incidente em que bateu a cabeça - de que é mãe de três crianças, está com relações cortadas com a sua irmã e passa por um divórcio conturbado, às vésperas de completar 40 anos! A queda apagou a memória da última década de Alice. Agora ela terá que construir seu futuro apagando os erros de um passado que sequer lembra-se de ter existido.
Poderá uma amnésia se tornar o melhor acontecimento em sua vida, nos últimos dez anos?

Alice Love é uma mulher batalhadora que não foi nada fácil ir descobrindo o seu mundo já construído!
Ela acorda em um dia bonito sem saber aonde esta, sem conhecer ninguém ao seu redor e achando que tem 29 anos, mas a verdade é que tem 39. Ela também esta passado por um divorcio complicado com seu grande amor! Mas, como? Amar e estar se divorciando? É esse era o mundo que Alice estava...

Que tal pensar que estar grávida e na realidade já ter três filhos? Para Alice, parece que perdeu uma década de sua vida. Os filhos eram os únicos alegres do livro, que dava um humor em sua ignorância e simplicidade.

Alice esta como terceira pessoa na narrativa, na primeira se refere á irmã Elizabeth, dentro de um diário recomendado pelo terapeuta, e Frannie, a vovó honorária das duas.

O livro faz com que pensamos no passado, de como éramos e como somos agora! Nem sempre nos deparamos com um livro que traz lições de vida insuperáveis, a não nos identificarmos um pouquinho que seja com algum momento desse livro.

Quanto mais lemos mais queremos saber o que o livro quer nos deixar! Muitas vezes nos pegamos dando sorrisos em meio à leitura que é meio difícil de manter o foco, mas aos poucos pegamos o jeito que a escritora escreve e depois é tranqüilo.

“O problema era que Alice precisava de mais alerta quando se tratava de ser assertiva. Esse tipo de situação era algo inesperado demais. Ela precisava de horas para pensar nas coisas. As pessoas que estavam sendo sórdidas ou ela que estava sendo apenas sensível? E se naquela manha elas tivessem descoberto que estavam com uma doença terminal e tinham o direito de estar com mau humor?” Cap. 4 pag. 47

No livro nos deparamos muitas vezes com choques que logo se transformam em emoção. Tem uma leve pitada de confusão com o leitor e o livro, como uma ilusão e paixão!

Somente não gostei muito da edição do livro, que trouxe um ar cansativo para a memoria e também que as paginas são grandes e as letras pequenas e posso confessar que demorei um tempão para ler!!!

Leia, é fantástico, mesmo que um pouco cansativo, mas traz lições de vida inevitáveis de não se apaixonar!

E se não conhecem a autora essa vai ser uma oportunidade maravilhosa pra você!

Post feito pela Ana Eliria.





Post válido para o Top Comentarista de Janeiro


Comentários via Facebook

5 comentários:

  1. Olá, Ana. Curti a resenha mas não é um dos livros que eu leria. Alice me pareceu uma personagem bem chata. No momento em que disse "O livro faz com que pensamos no passado, de como éramos e como somos agora!" me deixou bem animado, mas continuo com a opção de que não leria. Talvez por não ser um livro que seja meu forte para gostar do gênero. Parabéns pela resenha.

    ABS. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Euto chocada imagina eu "dormir" com 18 e acorda com 28 mdssssssss que loucura e o grande amor dela <\3 ela o ama mas nem se quer lembra do motivo que levou o divorcio mds adorei a resenha vou adicionar esse livro a minha lista de desesjos mt bom mesmo e pra refletir <3 bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    fiquei mais curiosa com o final do livro do que com a própria estória!
    Gostaria de saber como foi que tudo isso aconteceu, como ela só vai se ligar 10 anos depois!
    Quando o livro tem uma escrita cansativa e massante eu costuma largar e deixa para uma outra hora. Mas de alguma forma acho que não conseguiria ler essa trama. Estou lendo outros gêneros no momento.

    Karine || Ainda Me Livro

    ResponderExcluir
  4. Recentemente li meu primeiro livro dessa autora e AMEI!!! Pequenas Grandes Mentiras é incrível. Fiquei com vontade de ler outros dela, e não sabia desse. Essa sinopse é maravilhosa gente, já quero!!!!
    (Você falou sobre a edição e olha... só de olhar essa capa, já dá um desânimo haha.)

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia esse livro, mas achei a premissa dele muito interessante. Fiquei extremamente interessado em le-lo e o salvei na minha lista, que aliás, está quase lotada! heueheuhe

    Ótima resenha, parabéns!

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por