12 de fev de 2016
Por Nathália Bastos

Petrus Logus - O Guardião do Tempo/ Augusto Cury

Título: Petrus Logus - O Guardião do Tempo
Volume: 1
Autor: Augusto Cury
Editora: Saraiva
Páginas: 296
Avaliação: 4/5

Sinopse: Com o colapso dos recursos naturais, a humanidade foi obrigada a lutar por sua sobrevivência, e após a Terceira Guerra Mundial e uma reestruturação social, o Reino de Cosmus surgiu em todo o seu esplendor. Com a certeza de que o progresso e o mau uso da tecnologia causaram a destruição do mundo, os governantes de Cosmus proibiram a propagação do conhecimento, abolindo os livros e as escolas. É nesse cenário que se passa a história de “Petrus Logus, o Guardião do Tempo”, lançamento da Editora Saraiva e estreia de Augusto Cury na literatura juvenil.  No centro da trama está Petrus, filho do rei Apolo, soberano de Cosmus, um jovem apaixonado pelo conhecimento e sem talento para lutas e embates físicos. Educado pelo sábio Malthus para ser um líder justo e generoso, o príncipe começa a questionar o governo do pai, expondo as injustiças sociais e contestando as posições ditatoriais. Seu senso de justiça o leva a conviver com camponeses, algo proibido para um nobre, e no meio daqueles conhece o verdadeiro amor: a jovem Nátila. Sua atitude contestadora o coloca em situações de risco, já que os conselheiros do rei o vêem como uma ameaça à hegemonia do reino e um rebelde que pode fazer o povo se levantarem contra os nobres. E, por questionar uma das decisões tomadas por Apolo, Petrus sofre a maior condenação de Cosmus: é obrigado a vestir a temida Máscara da Humilhação. A máscara deixa fortes cicatrizes físicas e emocionais no jovem príncipe, mas não o enfraquece. Ao contrário. Para continuar sua luta contra as injustiças, Petrus vai precisar domar uma fera, que mal sabe ele, poderá tanto destruí-lo quanto salvá-lo.

Uma estória intrigante sobre poder e conhecimento, vontade e forças. Augusto Cury conseguiu expressar na sua fantasia o que nossa sociedade atual realmente vive; fome de poder e onde o conhecimento é considerado lixo. A cada pagina lida é um conhecimento que você vai vivenciando e vendo a verdade, uma fantasia que retrata a nossa realidade de modo bem sutil mas que no fundo mexe com nós e nos faz perceber e abrir os olhos para a verdade, o conhecimento é a chave de tudo.

Neste livro conhecemos a estória de Petrus, filho do Rei Apolo, um garoto com uma extrema curiosidade e não se limita nas suas opiniões, mas isso o faz sofrer sérias consequências. Por outro lado temos seu irmão gêmeo, Lexus, guerreiro e bravo onde para ele as coisas se resolvem na base da violência.

Petrus não se importa com a riqueza, herdado a gentileza da mãe ele sempre tenta estar no meio dos camponeses e não dos nobres. Um garoto de opiniões forte, não tem medo de expressar o que pensa na frente das pessoas, amante dos livros, isso o leva a séries consequencias, onde seu pai, levado pela influência dos seus conselheiros, o fazem castigar seu filho deixando o marcado para sempre. Mas isso não é pário para Petrus, alem de deixar um pouco acuado, Petrus ainda tem sede por conhecimento, enquanto seu irmão é o preferido do Rei Apolo por querer sempre melhorar nas estratégias de guerras e ter sede por poder. 

"Entre Petrus e Lexus, havia mais mistérios e diferenças do que os sábios da Terra poderiam imaginar. Lexus amava o status; Petrus o desprezava. Lexus era o centro das atenções entre os filhos dos nobres; Petrus queria ser mais um entre os filhos dos pobres. Lexus era louvado entre os militares e os conselheiros do Rei; Petrus era objeto de piadas e deboches entre eles." Cap. 5 pag. 49

Em um mundo futuro onde a Terra não é mais habitavel, onde existem seres humanos e mutantes, onde o conhecimento é um perigo, livros foram banidos e queimados, o Reino de Cosmos é governado pelo Rei Apolo, um que não coloca suas emoções me julgamentos nem mesmo para com os filhos, onde para ele o Rei é quase considerado um Deus. Mas por um lado é fraco que se deixa ser manipulado pelos conselheiros que só se importam em mentir e fazer o bem a si mesmo. Isso o leva Petrus quase ao fim do poço, onde alem de ser humilhado publicamente, perde as pessoas mais queridas que realmente se importa e ama. O único consolo que Petrus tinha era a Biblioteca.

Na Biblioteca é onde tudo acontece e muda a vida de Petrus completamente, mas acaba ficando louco por conta de não conseguir diferenciar entre a realidade da ficção, para isso Petrus partirá em busca dos seus amigos e de seu Mestre para conseguir lidar com esse problema e descobrir o que leva a eles viajar dentro das estórias sem saber. 

Um livro bastante edificante que deve ser lido para todas as idades, tem tudo a nos ensinar, desde a importância do conhecimento até democracia. Nos ensina que devemos ter nossas próprias opiniões. Amei ler esse livro, sua estória é mais do que magnifica, o ponto ruim é que a estória corre muito e acaba se perdendo na linha do tempo, mas fora isso, fui impressionada e li bem rápido. Muita ação, mas também muita emoção, amei o lado galanteador que Petrus tem, o tempo todo é você torcendo pelo melhor dele. Os personagens secundários são os melhores, alé de Nátila que é o amor de Petrus, também tem seu amigo campones que tem uma extrema habilidade de alegrar quem estar por perto e temos o amigo mutante que mostra que não é só por diferente dos demais que não se pode viver normal.

Super recomendo, se você for do tipo que gosta de ler livros e marcar quotes, esse é pra você. São muitos quotes que fazem você refletir e esse é o ponto mais forte do livro e também uma das características marcantes do autor, que transforma o livro em fantasia e auto-ajuda ao mesmo tempo.

Espero que tenham gostado, se já leu conte-me o que achou, senão, deixe sua opinião, vou adorar saber seu ponto de vista.

Post feito pela Nathy.


Post válido para Top Comentarista de Fevereiro

Comentários via Facebook

9 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar do livro antes, mas nunca me interessei. Mas lendo sua resenha algo me chamou a atenção... Talvez meu gosto tenha mudado um pouco haha

    ResponderExcluir
  2. Adoro distopias, mas este não me chamou atenção. Apesar de ser ambientado após a terceira guerra mundial e isso por si só já chamar atenção, prefiro mais um romance distópico haha, também não gostei muito da capa, mas são gostos né! A resenha está ótima!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, quero muito ler esse livro, só falta comprar ele.

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei o quê que acontece mais não consigo gostar dos livros do Augusto Cury. Eles não me chamam atenção. Já li alguns, mais não sei...não gosto.

    ResponderExcluir
  5. Oi Nathy....
    Nunca li nada do Augusto Cury, na verdade, nunca me interessei... Tomei um baita susto quando li q ele é o autor deste livro... mas como é seu livro de estreia deste tipo, né? Bom, achei o tema interessante... adoro distopias... mas não sei se leria este livro... é de se pensar...
    bjs...
    Belas Terapias

    ResponderExcluir
  6. Adoro os livros de Augusto Cury. Acho ele um excelente escritor. Nunca lê esse aí. Mas pretendo.

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente??? Não acreditei quando li o título do livro e o autor!! Li várias vezes para assimilar com o mesmo Augusto Cury dos vários livros dele que já li. Que incrível esse novo livro dele, achei fascinante essa importância que ele deu para a literatura juvenil!! Não sabia desse livro, mas pela resenha se "parece" um pouco os de Rick Riordan e amei, pois amo o tio Rick.

    ResponderExcluir
  8. Gente eu adoro Augustao cury um otimo escritor ♥ gosto muito dos livros dele são de muita ajuda

    ResponderExcluir
  9. Tenho ouvi falar muito sobre esse livro, e em todas as resenhas que leio vejo que todos falam sobre os quotes abordados no livro, e por isso da para se perceber que a escrita do autor e muito boa, quero muito ler esse livro, espero não me decepcionar com a leitura.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por