14 de jul de 2016
Por Nathália Bastos

Los Angeles– As Irmãs Walsh #3/ Marian Keyes

Título: Los Angeles– As Irmãs Walsh #3
Autora: Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2007
Páginas: 490
Sinopse: Maggie sempre foi uma anjinha, a cria mais certinha da complicada (e engraçadíssima) família Walsh... até se cansar de andar na linha e mandar todas as regras que a prendiam a um dia-a-dia sem sal (e muito menos açúcar) às favas - a começar pelo casamento (que, para o bem da verdade, nunca havia realmente engrenado) e o trabalho “bitolante” numa firma de advocacia. Ao largar essa vida em preto e branco no passado, Maggie decide se mandar para o lugar onde a realidade promete ser em Technicolor: Hollywood, claro! 
Terra do glamour, da liberdade, da beleza (até as palmeiras das calçadas são magras), da luxúria e, obviamente, da diversão! Em Los Angeles, o sexto romance de Marian Keyes, a consagrada autora de "Melancia" e "É Agora... Ou Nunca", acompanhamos Maggie Walsh em sua busca por um sentido na vida em meio às calçadas estreladas de Hollywood, os subúrbios sofisticados de L.A., o bronzeado deslumbrante que só se consegue nas praias da Califórnia, vários martínis, algumas decepções... e muitas risadas, claro. 
Ao se hospedar com sua melhor amiga, Emily, uma pretendente a roteirista, Maggie começa a fazer coisas que jamais fizera antes: se infiltra em grupinhos de estrelas de Hollywood (mesmo que do segundo escalão), usa meias-calças na cabeça para firmar o penteado, se especializa em ser cara-de-pau profissional para realizar apresentações de roteiros a grandes (ou nem tanto) produtores... Mas será que em meio a tanta aventura, drama e comédia pastelão haverá espaço para um romance - daqueles bem cafonas e açucarados (ou seja, os melhores de todos)? 

Para o Daily Mail

"ler um romance de Marian Keyes é como estar à mesa com um grande amigo, aquele a quem você faz confidências, enquanto ele coloca você a par das novidades e das suas paqueras".


Pela primeira vez me vi sentindo um dos dramas pessoais do personagem. Algumas descrições desses momentos eu quis marcar com marca texto. Não deu. Li no tablet. (rs)

Como nos livros anteriores da M.Keyes a empatia com a personagem foi fundamental pra gostar ou não da história. Ainda estou devendo a resenha porque não gostei de Melancia o grande Best Sellers dessa autora.

Mas continuemos com Los Angeles. A narrativa te deixa meio dúbio em relação aos personagens só mantendo seu carinho em relação aos sr. e sra. Walsh sempre intactos.

Outra coisa comum nessa história com as três anteriores foi a necessidade de "fugir" sair do país para se reencontrar e resolve alguma pendência pessoal.
O fato do caminho ser inverso (Da Irlanda para o EUA) tira um pouco do dejavu das outras histórias. E também a desconstrução da personagem.

Aqui a perfeição mostra ser apenas uma cortina de fumaça que esconde o que é idealizado e não realizado e o quanto isso é perigoso pra vida de qualquer pessoa.
Os dramas e mistérios são desvendados de uma maneira que te faz perguntar que história era que você está lendo afinal. (E fica muito bom essa reviravolta!)

Muito da cidade de Los Angeles é mostrada por seus estereótipos e desnudada na trama. Meio clichê, mas não deixou a história sofrível. A desmitificação da cidade Los Angeles por parte da autora para mim foi bem-vinda. 

As novas (e põem novas nisso) experiências da personagem mostram muito nossos preconceitos e nosso orgulho pessoal ligado ao ego. Mesmo quando não queremos ser queridos.

O final me surpreendeu muito. Achei melhor do que uma virada na história. Não sei porque, mas amei o final do jeito que é. Devo ser uma romântica incorrigível. (rs)

Vale a leitura!

Post feito pela Elisabete Finco.


Post válido para Top Comentarista de Julho

Comentários via Facebook

14 comentários:

  1. Elisabete, fico muito contente em ler sua resenha. Mesmo que não tenha encontrado ainda, um livro da autora que realmente te conquistasse, fico satisfeita em saber que esse vale a leitura, principalmente pelo desfecho que muito te agradou.
    Quero ler estas obras de Marian, mas confesso que ainda não tenho planos de fazer em breve.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra!! Dela, super recomendo Férias e Tem Alguém Ai? O único livro dela que pra mim foi nota 2 foi Sushi. Confira minhas outras resenhas dela. Quem sabe não te anima!? Boa leitura! bjs

      Excluir
  2. Oi Elisabete.
    Infelizmente não tenho vontade nenhum de ler os livros da autora. Eu li Férias e não gostei. Mas fico contente que você tenha gostado de Los Angeles.
    Parece que o final foi bem inesperado e que foi bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela. Uau!! Como ler é algo extremamente pessoal não? Eu adorei férias.. risos. Mas é isso ai! O bom de ser leitor sãos as possibilidades, inclusive de não curtir. Quem sabe uma nova história não mude sua opinião?! Boa leitura!!

      Excluir
  3. Oiie!
    Sua resenha em deixou ainda mais curiosa em ler as obras da Marian Keyes!
    Adorei o enredo, romances realmente me prendem atenção, tenho ctz q vou gostar!
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, aproveita a vinda dela na bienal e agita uma leitura!! Depois me conta!! Bjs e boa leitura!!

      Excluir
  4. Oi Elisabete, que bom que você gostou do livro e que o final conseguiu te surpreender de um jeito positivo. E apesar de ter curiosidade em relação a escrita dessa autora tão bem recomendada, as premissas de seus livros não me chamam atenção :/, mas talvez eu tente os ler em algum futuro próximo mesmo assim.
    Ah, já quero a resenha de Melancia kkk Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris, viu que saiu a resenha de Melancia?? Passa lá!! Com direito a edição especial e apresentação da Carina Rissi!! Boa Leitura!! Beijos

      Excluir
  5. Oi Elisabete!
    Fico feliz que você gostou da leitura, nada melhor (ou pior) do que terminar um livro e você gostar (e ficar triste porque acabou).
    Nesse livro gostei que mostra o lado real tanto da personagens quanto de Los Angeles, por trás dos esteriótipos e do padrão idealizado. Pela sinopse, achei um livro bem divertido.
    Mesmo não sendo um livro que eu queira ler no momento, fiquei curiosa em ler algum livro da autora!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Joice!! Eu não consegui ler apenas um sabendo serem as histórias de 5 irmãs. Quem sabe o mesmo não ocorre contigo?? Boa leitura!! Beijos

      Excluir
  6. Uma coisa que me chamou bastante a atenção na sua resenha foi o fato de que a autora quebra um pouco dos esteriótipos de LA, e isso não é muito comum né? Gostei. Como disse a Cris ali em cima, ainda não sinto tanta curiosidade para ler os livros da autora, sem contar na similaridade com outras histórias dela, não curto muito quando o escritor faz isso, uma "reciclagem" de ideias. Adorei sua resenha, destacou os pontos positivos e "negativos" muito bem.

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol. Eu procuro ser honesta ao dizer minha experiência literária, mesmo sabendo que é algo muito pessoal para ser igual para pessoas diferentes. Eu brinco que desde que Shakespeare escreveu sua obra,nada novo.. risos.. mas curto quando algo corriqueiro consegue ser surpreendente!! Obrigado pelos elogios!! E boa leitura!!

      Excluir
  7. Humm eu tenho que admitir que mesmo você tenha gostado do livro eu não senti vontade de le-lo, na verdade em relação a todos os livros dessa escritora eu não sinto a vontade de ler seus livros. Mas obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  8. Oi Rissia, Eu acredito muito que uma resenha tenha essa função também. Não é só um indicativo do que ler. Mas também um de o que não ler. Afinal nada pior que super esperar de um livro e já na página 25 ter aquela decepção monstra!? Eu tento ser sempre honesta na hora de escrever minha experiência literária; De nada, eu que agradeço e boa leitura!!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por