22 de ago de 2017
Por Duda Conti

Textinhos da Duda / Minha Única Sorte É Você





Eu nunca fui uma pessoa de muita sorte sabe, já disse para a minha mãe que se eu tivesse nascido flor estaria enfeitando a morte, porque até pra ser flor precisa de sorte e eu não tenho.

Quando eu digo isso ninguém acredita mais é verdade, não é exagero meu, olha, toda vez que eu vou usar o elevador sempre acaba a luz e nos dias que eu saio para pegar um sol na praia, parece que ele se esconde. Ainda não está convencido? Então deveria dizer que toda vez que eu decido levar meu casaco na mochila faz 45 graus e eu nunca o uso, e sem contar as vezes que eu saia de casa na pressa e voltava toda ensopada para a casa por conta do temporal.

Eu só estou te contanto tudo isso porque eu torço para que ter você eu consiga ser forte e ter sorte porque cara, até um gato preto durante uma sexta-feira 13 tem mais sorte do que, mas vamos começar devagar tá bem? Porque eu quero de verdade que as coisas deem certo entre nós, você já está começando a fazer parte dessa rotina doida. Então espero que não se importe se eu evitar passar embaixo daquela sua escada que fica no quintal, é só por precaução, é que depois de toda essa onda de má sorte eu meio que fiquei supersticiosa e não gosto nem de ver o chinelo virado. É só uma garantia para que eu não estrague tudo dessa vez porque eu quero que você fique.

Eu te amo e espero que eu não quebre um espelho em mil pedaços até lá, até você decidir ficar.





OBS: Texto inspirado na música "Gato Preto" da dupla Vitória e Carol Marcícilio.

Link da Música: https://www.youtube.com/watch?v=WAL__GlcOTo 

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por