22 de mar de 2018
Por Nathália Bastos

Kimiom de Merídia/ Caio Galeno

Título: Kimiom de Merídia
Autor: Caio Galeno
Gênero: Fantasia/Ficção Cristã
Editora: UPBooks
Páginas: 204
Avaliação: 4,5/5
Sinopse: Em uma nação autocrata, onde um imperador dita o desejar e pensar de seu povo, Kimiom vive uma vida triste, pobre e alienada. Sem pai, Kimiom, junto à mãe, assume a própria casa e luta para sustentar seus dois irmãos mais novos. 

Quando Sino, seu odiado primo, encontra Kimiom, a sua mãe não pode mais evitar: está na hora do garoto cumprir seu destino. Sino o guia, enquanto Kimiom é pressionado a se levantar como símbolo de uma revolução e centro de acontecimentos que mudarão seu universo para sempre. 

Destinado a ser algo que não compreende, ele lança-se ao inexplicável para saber quem realmente é: uma arma, um salvador, um desastre, um monstro, um erro, um peão? Com grandes poderes vêm responsabilidades inimagináveis, e Kimiom sentirá na pele o compromisso que tem com a humanidade, assim como o autor sente seu compromisso de dar ao leitor uma bela história.



- Você farás grandes coisas, meu menino. Coisas que você não pode imaginar.

Quero começar dando uma salva de palmas para esse jovem autor, sério (👏👏). Caio Galeno conseguiu não só ser criativo mas criou uma história que pra mim é única, essa fantasia é magnífica, com um bom toque de humor. Não é aquela leitura em que tudo acontece rápido, cada ação tem um significado, cada personagem cresce de uma maneira natural, Kimiom de Merídia é livro que serve para todas as idades, não somente pela fantasia, mas pela autodescoberta em que o personagem passa.

Kimiom é um garoto que muitos podem o considerar um azarado, perdeu seu pai cedo e com isso teve que tornar "o homem da casa", tendo que trabalhar para ajudar a sua mãe a sustentar a seus dois irmãos mais novos, e não para por aí, desde a morte de seu pai, Kimiom nutre um ódio por achar que ele não tinha amor e nem consideração pela família, já que ele foi assassinado a mando do governo e era um rebelde, e seu ódio estende até a família de sua pai, fazendo com que Sino, seu primo, tenha que engolir todo o desgosto que ele sente.


A trajetória de Kimiom começa quando sua mãe o obriga a fugir com seu primo Sino para treinar-lo e fazer dele um herói, pois segundo a profecia, Kimiom seria aquele a quem libertaria Merídia do seu governo opressivo e autoritário. Mas quem seria ele, um mero garoto pobre que luta pra ajudar sua mãe a sustentar a família a vir fazer parte de um profecia que para ele não passava de crença? Treinar Kimiom não era a tarefa difícil, o difícil era fazer Kimiom a acreditar na profecia.

Eu não devia nada a Marídia, contudo eu iria proteger minha família e dar a ela um lugar digno de se viver. Por mim, Athor ou Adamantor poderiam destruir o mundo com todo o prazer, mas eu queria vingar e proteger minha família.

Mesmo relutante, ele tenta compreender tudo que esta se passando, com isso Kimiom descobre que é possuidor de um grande poder, ele consegue dominar todos os elementos da natureza, mas para conseguir controlar e aprender a dominar-lo melhor, ele precisará viajar por vários lugares a fim de ser ensinado e treinado por mestres de cada elemento. No decorrer dessa jornada, ele passa a conhecer verdadeiramente seu primo Sino e ganha novas amizades como a Yunna que logo começa a seguir nessa jornada.

O que quero dizer para vocês sobre esse livro é: cada um tem um destino, mas cabe a você tomar a decisão de seguir em um jornada onde você terá obstáculos e obstáculos no caminho, pode demorar a chegar onde você tanto anseia, mas um dia chega. A história de Kimiom não muito diferente da nossa, Kimiom possui um imenso poder, e quando descobre isso, esse poder sobe a sua cabeça fazendo com que ele ache que é invencível, sem contar que por ele acreditar em um crença, fechou sua cabeça, fazendo com seja alienado, e no decorrer de sua jornada ele vai quebrando barreiras e se abrindo para o conhecimento. Sua maior vontade era viver a sua vida lá com sua família na mesmice, ele era muito relutante em sair para a "batalha", em querer abrir os olhos e ver que talvez com uma mera atitude talvez conseguisse mudar algo.
- A verdade não precisa de sentido. Ela é.  
Confesso que passei por uma autodescoberta junto com o personagem, aquele começou fechado, cético, carregado de ódio, foi crescendo e amadurecendo, em parte porque se viu obrigado por tamanha pressão daqueles que acreditavam com toda a sua força na profecia, sua jornada ainda não acabou, esse foi só o começo, o primeiro livro nos faz conhecer toda a história e cenário, creio que o segundo será onde Kimiom se verá que não é mais um garoto fechado e verá como um grende lider.

Caio tem uma escrita que vou te contar viu, narrado em primeira pessoa, ele conseguiu conectar o leitor junto ao personagem, você realmente sente o que ele esta passando e isso foi essencial para conhecer-lo melhor. Outra coisa, é que ele é rico em detalhes, sabe quando você lê algo e do nada é transportado para dentro do livro, é dessa maneira, Caio não poupou nos cenários, parece que mistura de China dentro do Brasil (espero que você entenda isso kkk), ele misturou várias culturas, pensa assim: coloca dentro de um liquidificador China, Brasil, Mitologia (acredito que mitologia grega), Naruto e agora bate tudo até ficar homogenia, é isso o cenário do livro. (vocês entenderam né kkk). Só quero dizer o seguinte, não adianta kk, não fã de detalhes, isso me faz me perder na leitura, mas em certos momentos, no inicio da leitura, percebei muita repetição, talvez em palavras diferentes, era como se você terminasse um paragrafo sobre um determinado assunto e dois paragrafos depois ele falasse novamente, isso me deixou um pouquinho confusa, mas como eu disse, é bem no inicio, logo a história se solta e corre melhor.

Para terminar, só posso dizer que nunca diverti tanto com esses personagens, Sino é um graça e Yunna é aquela garota que prova que é mais do que uma Princesa, e Kimiom, esse é cabeça dura viu, mas crescer faz parte. Sei que é um fantasia cristã, mas para mim é como ler qualquer outra fantasia, aqui você não vê nada "inspirado da biblia" mas as vezes você percebe, assim, bem sutil, uma referencia, fora isso, só quero a continuação não demore muito a sair, e sim, é uma trilogia.

Não sabemos nossos destinos, mas sabemos que todos terminam com a morte. Para alguns, o ponto final é colocado após algumas palavras, outros, criam páginas e páginas de aventuras e sentimento. Não sei o meu fim, não sei o que pode acontecer no futuro, mas eu juro... Pelo suor que escorre em meu rosto... Pelo sangue que corre em minhas veias... Pelo coração que bate em meu peito... Eu vou proteger o que amo! Eu vou proteger pessoas deste mundo! Eu vou libertar Merídia! E por mais que me persigam, nada pode deter a Esperança!

Se você tem o interesse em adquirir o livro, segue aqui o link da Editora UPBooks.


Comentários via Facebook

2 comentários:

  1. Olá Nath!!!
    Eu gostei da proposta do livro e é uma fantasia que mistura elementos que gosto bastante, porém não minto que nessa parte de elementos e viajar para ser treinado por mestres não me remeteu a série de "Avatar" kkkkk
    A capa do livro está linda e o enredo é super chamativo a atenção.
    Adorei!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que resenha gostosa de ler.
    Quero em breve conhecer Kimiom e sua história ♥️

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por