9 de jul de 2018
Por Mariana Ferrari

Os Homens que Não Amavam as Mulheres / Stieg Larsson





Título: Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Autor: Stieg Larsson
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 528
Nota: 5/5
Gênero: Policial / Suspense
Sinopse: Os Homens que não amavam as mulheres é um enigma a portas fechadas - passa-se na circunvizinhança de uma ilha. Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada - o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Ou ser morta. Pois Henrik está convencido de que ela foi assassinada. E que um Vanger a matou. 

Quase quarenta anos depois, o industrial contrara o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerstrom, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millenium. Henrik lhe oferece proteção para a Millenium e provas contra Wennerstrom, se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem vindas pela família Vanger, e que muitos querem vê-lo pelas costas. De preferência, morto. 

Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados - de preferência os mais sórdidos -, ele logo percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet. E segue até muito depois... até um momento presente, desconfortavelmente presente. 


Quer saber quais foram os dados sórdidos descobertos pela Lisbeth? Qual foi o fim do enigma das flores misteriosas recebidas por Henrik? E a verdade relacionada com o caso de Harriet Vanger? Isso eu não vou contar pra vocês, mas venham conferir a resenha pra ficarem um pouquinho mais curiosos!!! 

Se alguém estiver lendo essa resenha e estiver no começo do livro, eu vos digo: apesar do começo chato e entediante, POR FAVOR, continue a leitura. As primeiras 150 páginas do livro realmente cansam. É muito teórico, pouca coisa acontece, se fala muito sobre política e parece que o livro não vai ficar legal nunca. Mas, passando das 150 primeiras páginas, eu juro (com todas as forças do mundo) que o livro fica simplesmente SENSACIONAL. Eu digo isso em letras garrafais pois esse livro (e aqui eu digo a trilogia Millenium, e não só o primeiro volume) é o meu preferido entre todos os livros que já tive a oportunidade de ler. 

É um livro incrível, onde o autor consegue reunir e misturar diferentes temas importantes que muitas vezes não encontramos nos livros: violência sexual, machismo, política, economia, abuso infantil, entre alguns outros. Pode parecer, e até é, um livro um pouco pesado baseado na temática que ele aborda, mas vale a pena cada página da leitura, principalmente por nos abrir os olhos para essas questões tão importantes que muitas vezes nem prestamos atenção.

Com relação aos personagens, eles são muito bem desenvolvidos, principalmente a Lisbeth Salander. Ela, ao contrário do que acontece na maioria dos livros, não é a donzela que está em perigo e precisa de ajuda. Ela é independente e sabe resolver seus problemas sozinha, apesar de carregar consigo toda uma série de traumas de infância e de ter complexo com o seu corpo. Como resultado dos traumas e dos complexos, ela tem seu corpo todo tatuado, não confia nas pessoas, possui uma vida totalmente fechada e obscura, encontrando, muitas vezes, prazer no sexo e nas drogas.

Mikael também não foi construído como super herói. Durante todo o livro ele se depara com questões éticas onde ele tem que se perguntar o que é certo e o que não é. É muito interessante observar a evolução e a construção de Mikael durante o desenrolar do livro. No começo, ele é o mocinho que foi ludibriado. No final, ele é o "herói" que consegue desvendar o mistério do desaparecimento de Harriet e dos escândalos financeiros de Wennerstrom.
Acontecia todos os anos, quase como um ritual. O homem que recebia a flor festejava naquele dia seus oitenta e dois anos. Ele abriu o envelope e retirou o papel de presente do embrulho. Depois pegou o telefone e digitou o número de um ex-inspetor de polícia (...)
 No desenrolar da história, vamos observando a criação dos laços entre os personagens e a construção de suas histórias. Vamos entendendo como os temas "política", "economia", "sucesso", "poder" e "relações familiares" são desenvolvidas nessa história, principalmente observando a família Vanger. Durante todo o tempo somos bombardeados por pequenos escândalos e somos obrigados a nos questionar sobre a moralidade e a ética das ações de cada um dos personagens do livro.

O mais interessante durante a leitura é entender como cada uma das ações tomadas no presente (ou, principalmente, no passado) causa uma reação em quem está ao redor.  É interessante, também, se questionar sobre a influência dessas ações/reações na construção da personalidade de cada um dos personagens e em suas formas de enxergar o mundo a sua volta...
Para o inspetor, o caso das flores secas era um espinho que continuava encravado - o inquérito frustante, jamais resolvido, ao qual indiscutivelmente dedicara mais tempo. (...) Os dois homens sabiam que a pessoa que colara a flor seca utilizara luvas, porém não havia impressões nem na moldura nem no vidro. Sabiam que era impossível descobrir o remetente. Sabiam que a moldura era vendida em lojas de fotografia ou em papelarias do mundo inteiro. Simplesmente não havia como seguir a menor pista. E o selo do correio sempre mudava; com mais frequência era de Estocolmo, mas três vezes foi de Londres, duas de Paris, duas de Copenhague, uma de Madri, uma de Bonn, e uma vez, a mais intrigante, foi de Pensacola, nos Estados Unidos. 
Livro de leitura um pouco cansativa no começo, mas que após as 150 primeiras páginas se desenrola com uma facilidade e uma velocidade muito grandes. É o típico livro que você não quer parar de ler enquanto não tiver a resposta para todas as suas perguntas. Intrigante, sagaz, inteligente, muito bem escrito e ainda aborda questões muito importantes do ponto de vista social e humano, e que muitas vezes deixamos de lado, fechando os olhos, enquanto nos focamos nos romances fofos com as mocinhas que precisam que os príncipes encantados venham resgatá-las. 

Um dos muitos pontos positivos do livro é que essa história acaba nesse mesmo volume. "Os Homens que Não Amavam as Mulheres" é o primeiro volume da trilogia Millenium, mas não é necessário ler os três volumes para descobrir o que acontece na história desse primeiro livro, ao contrário do que acontece com a maioria das séries e trilogias. É importante ler os três livros na ordem para construção do panorama geral dos personagens e conhecer a fundo as suas histórias, mas cada livro vai abordar uma 'história" que tem o seu desfecho no próprio volume. Vale muito a pena a leitura.

Espero que tenham gostado da resenha da semana! Comentem sobre o que acharam do livro, se já tiveram a oportunidade de ler, etc etc. Vamos discutir!  😀
Beijinhos de luz! ⭐

Comentários via Facebook

21 comentários:

  1. Gostei da Resenha, não conhecia esse livro nem o autor, mas adoro essas historias que envolve drama, investigação, parasse que estou vivendo junto a historia e não vejo a hora de ver o final, beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gi, fico muito feliz que tenha gostado da resenha. Se tiver a oportunidade, leia. Tenho certeza de que não irá se arrepender! Obrigada pela visita! Beijos!

      Excluir
  2. Já tem um filme sobre esse livro, eu ainda não tive oportunidade de ver e nem ler.
    Mas tua resenha tá ótima! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malu, fico feliz que tenha gostado da resenha! Se for ver os filmes, assista a versão norueguesa (ou sueca). São muito bons. Eu particularmente não gostei muito da versão norte americana! Obrigada pela visita! Beijos!

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Achei bem interessante sua resenha, já conhecia o livro de outros posts sobre ele, mas ainda não li. Já vi a versão que fizeram em filme e gostei bastante. Adorei a dica de leitura, quem sabe não leio. Abraços

    Beatriz Shaina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bia, que bom que gostou da resenha e que pode comparar com outras opiniões, hehehe. É um livo muito legal, se tiver oportunidade, leia sim. Assista a versão norueguesa (ou sueca) dos filmes. São muito bons também! Obrigada pela visita! Beijos!

      Excluir
  4. Adoro livros que têm começo, meio e fim por eles mesmos! Tenho muita vontade de ler essa trilogia e já tinha visto outras pessoas dizendo que o começo desse livro é meio maçante, mas ainda sim, acho que essa história é muito legal e não vejo a hora de lê-la!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrea, eu também adoro. Sinto que fica muito mais fácil de ler e não temos aquele compromisso de ler a trilogia inteira na sequência...
      Leia sim! Tenho certeza que não vai se arrepender hehehe e depois volte pra me dizer o que achou! Beijos! Obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Olá Mari!!!
    Só para informar na verdade é uma série com 5 livros, apesar do autor ter escrito os três primeiros e os outros dois serem escritos por outro autor é a mesma série pois o autor faleceu e o amigo dele que sabia de algumas ideias dele deu continuidade ^^
    Eu sei disso porque uma amiga minha muito fã dos livros me falou uma vez rsrsrsrs
    Eu tô com esses livros pra ler na minha estante um bom tempo, mas só estou enrolando porém quem sabe um dia pois afinal tenho muita curiosidade pela história rsrsrs

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Antonia. hehehe. Então, eu nem mencionei os outros dois últimos porque eu particularmente não acho eles tão legais, hehehe, mas obrigada por citar. Você está certíssima! <3
      Ai menina, não enrole pra ler não. Os três primeiros são ótimos! Os dois outros eu não gosto muito, mas pode ser um pouquinho de preciosismo e preconceito por terem sido escritos por outro autor, rsrsrs.
      Beijos! Obrigada pela dica e pela visita!

      Excluir
  6. UAU! Adorei a resenha, e fiquei curiosíssima para ler. É difícil encontrar livros que abordam tais temas mencionados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jojo. Fico muito feliz que tenha gostado da resenha!
      Leia que você não irá se arrepender rsrsrs
      Beijos! Obrigada pela visita!

      Excluir
  7. A resenha está incrível, dá imensa vontade de ler o livro!! Vou considerar muito comprar esse livro para o ler porque a história parece muito boa, abordando assuntos importantes! :)

    http://www.me-myself-and-her.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eba! Fico muito feliz que tenha gostado da resenha! Compre sim! Eu tenho certeza de que você não irá se arrepender. Ele é incrível! Beijos! Obrigada pela visita!

      Excluir
  8. Bom,eu não conhecia o livro, mas parece ser uma história bem envolvente. Preciso ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paula, leia sim! Você não irá se arrepender hahaha
      Beijos! Obrigada pela visita!

      Excluir
  9. Teve uma época em que ouvi muitas pessoas comentando que estavam lendo esse livro, mas só agora, com essa resenha, soube do que se trata. E fiquei com muita vontade de lê-lo. Me pareceu verdadeiramente fantástico. Ainda mais que estou começando esboos de um futuro romance de suspense e assassinatos em série. Acho que o clima de investigação poderá nesse livro me ajudar bastante.
    teofilotostes.wordpress.com

    ResponderExcluir

  10. Love your post dear! If you want you can check out my blog.I write about fashion, beauty, and lifestyle.Maybe we can follow each other and be great blogger friends!

    http://herecomesaajla.blogspot.ba/

    ResponderExcluir
  11. Me parece ser uma história daquelas que prendem do início ao fim! Parece ser muito envolvente!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Lendo a sua resenha deu vontade de ler de novo! Hahahahah Recomendo de olhos fechados, a abordagem de todos os temas citados é muito boa. Caso comecem a ler e sintam um tédio, não desistam! Vai valer a pena! Agora preciso ler os outros...

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro mais pela sua resenha fiquei com vontade de ler parece uma historia muito instigante com drama e investigação ao mesmo tempo parabéns pela resenha. https://www.katisouza.com.br

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por