14 de ago de 2018
Por Duda_ Conti

Textinhos da Duda / Quando a Gente Briga





Eu odeio quando a gente briga!

É horrível, eu tenho vontade de explodir, gritar, chorar, quebrar coisas. Tenho vontade de tacar o dane-se e acabar logo de vez com isso tudo que a gente tem. Parece que você não percebe como certas coisas me magoam, coisas que para você parecem besteiras mais para mim são o fim do mundo. Você me vence pelo cansaço, porque você não me entende, não se importa comigo e parece que é apenas uma briguinha boba. 

Não existem briguinhas bobas, toda briga é válida, toda discussão é válida, todas as vezes que um de nós quase morreu sufocado pelas coisas que não disse é válida. E são as coisas que eu não digo que me assombram, eu sei que você me disse que eu preciso me abrir mais, contar o que sinto, mas para mim é algo impossível. Vim de uma família onde as mulheres são fortes e não demonstram o que sente só para que o outro não sofra junto... e eu não quero que você sofra. 

Nas brigas eu fico com raiva, xingo, falo coisas que eu sei que irei me arrepender depois. Eu nunca te falei mais, ás vezes, quando nós brigamos eu penso em pedir um tempo para pensar ou em terminar de uma vez, me libertar das amarras que me prendem á você. Só que eu lembro de tudo que conquistamos juntos, de tudo que construímos juntos e dos sonhos que realizamos, são tantos anos de convivência e é quando eu me acalmo que percebo que essas brigas são minúsculas perto do amor que eu sinto por você. 

Perto da vontade que eu tenho em estar ao seu lado, perto dos sorrisos que eu dou e da revirada no estômago que dá quando vejo você chegar.

Respiro...1...2...3

Inspiro................

Me acalmo!

E percebo que essa foi a nossa terceira ou quarta briga em quase cinco anos de namoro, mas você me conhece, eu adoro tempestades em copo d'água. 

Eu odeio quando a gente briga! 

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por