21 de dez de 2015
Por Nathália Bastos

O Lago Negro/Juliana Daglio

Título: O Lago Negro
Autora: Juliana Daglio
Editora: Editora Arwen
Páginas: 369
Avaliação: 5/5
Sinopse: Verônica é uma garota problemática marcada por um passado traumático do qual mal se lembra, mas que lhe tirou o direito à total sanidade. Ao se mudar para o interior, depois de passar no vestibular, ela se depara com o local perfeito para se inspirar e, finalmente, transformar seus personagens imaginários em um livro. Lagoana é uma cidade nebulosa, úmida, habitada por almas quietas e pouco amigáveis. Porém, o clima obscuro não despertará somente a criatividade, mas também acordará seus fantasmas mais profundos.  Prestes a perder o controle sobre sua trama e sua mente, Verônica conhece um estrangeiro de sorriso cafajeste e olhos azuis e, desconfiada de suas intenções, ela guarda segredo quanto ao seu livro, mas não sabe que Liam também tem os seus. Verônica nem desconfia, mas eles podem ser a chave para os mistérios que a rondaram durante toda sua vida. Assim, o lago negro de sua imaginação será, definitivamente, o estopim para toda sua loucura emergir. O que será que ele esconde no fundo de suas águas escuras?


Um livro sensacional, um suspense arrasador do qual nem nós, leitores, consegue desgrudar do livro, pois tamanha é a vontade de saber o qual é o segredo que aborda toda a estória. Uma trama muito bem construída, personagens bem construídos com personalidades surpreendentes, amei ler, amei o modo como a autora abordou o trauma e como lidar com os fantasmas do passado. Uma estória que vale a pena ler, te prende do inicio ao fim e ainda te deixa louca pela continuação.

Verônica é uma garota com personalidades fortes, mas também complicada devido aos seus traumas e problemas relacionados ao passado, principalmente a morte trágica de seu pai, mas o desejo de lidar com essa situação e começar uma nova história leva Verônica e seu namorado Enzo a se mudar para uma cidade bem sinistra chamada Lagoana para afim de cursar o que tanto sonhava, Jornalismo, mas o que ela não sabia era que essa cidade está ligada aos fatos do seu misterioso passado. 

Sonhos sinistros e inexplicáveis assombram a vida de Verônica, e, sem saber como lidar com isso, ela acha que é uma insana, praticamente uma louca, mas o seu modo de resolver foi colocar tudo no papel, escrever um livro e com isso em sua nova cidade faz com que ela desperte cada vez mais as suas fantasias sem saber como isso vem com total facilidade a sua mente.   

Lagoana nada mais é do que uma cidade do interior de São Paulo, uma cidade universitária, cidade pequena, todo mundo conhece todo mundo e suas histórias e passados. Verônica cai bem no meio de tudo isso sem entender muito, mas seu espírito curioso o leva a querer desvendar os mistério que rondam essa cidade sem saber que isso vai virar sua vida de cabeça para baixo, começando pelo morte de sua melhor amiga e termino repentino de seu relacionamento. 

A melhor parte? Ah, a melhor parte é o Liam, aquele cara que é irônico, charmoso com um sorriso que te faz derreter toda, pois é, ele entra na vida da Verônica a ponto de tentar ajudar a desvendar cada ministério que ronda a vida dela, o melhor é a que de alguma forma Liam esta ligado a vida dela, Liam também tem seus segredos, e o melhor ainda, ele sabe mais sobre o significado por traz do livro que Verônica está escrevendo, O Lago Negro.

 Gente, a escrita da autora é tão intrigante, mas de algum jeito leve também, ela te faz envolver de uma maneira inexplicável. Amei cada suspense do livro, amei cada detalhe que a estória foi nos dando, e em cada pequena revelação me fazia para pensar, tipo, gritar: OH MY GOOD!!!!! Super indico que vocês leiam, e isso nos mostra que muitos escritores brasileiros podem sim nos impressionar de modo que ninguém sabia!!!!

(sobre a citação do livro, deixei o melhor para o final ;))


"Era ela... A loucura. Ela é como um desalinho em espiral nos trilhos da sua mente. Quando o trem chega perto das zonas de risco, aqueles espaços se contorcem e retorcem, esgueirando-se dentro do seu cérebro, embrenhando-se no meio da sua carne, como veias enferrujadas intricadas com as saudáveis. O trem fica desgovernado, acelera em meio a elas, passa por dentro de tudo, rasgando e sangrando. Isso é tudo silenciosamente. Ah, o silencio dos loucos é um trem desgovernado. O problema é quando a luz vermelha de emergência é acionada..."



Espero que tenham gostado e até a próxima, loucos!!!!

Post feito pela Nathy.

  

Deixe aqui seus comentários


Comentários via Facebook

1 comentários:

  1. Oi Nathy....
    Acabei de ver seu comentário lá no blog.. e vc me indicou este livro... vim conferir é claro... haha... super gostei... onde posso adquirir????
    Obrigada pela visita e gostei muito de te conhecer tb... adorei o Biblioteca Lectore... estou gostando dos posts de toda equipe... Parabéns!!!

    Belas terapias / Fan page

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por