21 de out de 2017
Por Nathália Bastos

Princesa Escondida #1/ Laura Machado

Título: Princesa Escondida
Volume: 1
Autora: Laura Machado
Gênero: Romance/Infanto-juvenil
Editora: Novo Século
Páginas: 416
Avaliação: 4,5/5❤
Sinopse: À primeira vista, Elisa Pariseau é uma garota normal. Como todos os jovens de Parforce, ela vai para uma Escola Preparatória, estilo internato, antes de ir para a universidade. Só uma coisa a separa dos outros: ela é uma princesa e a terceira na linha de sucessão do trono. Único detalhe? Ninguém pode saber!
Não que ela se importe, já que, na sua cabeça, há problemas maiores. Ela já não gosta mais de sua melhor amiga, está se interessando pelo cara mais popular da escola e é um alvo fácil para um blog de fofocas. Mas talvez o mais complicado seja entender o que se passa entre ela e seu grande amigo de infância, agora seu guarda pessoal. Além disso, Elisa é inscrita, contra sua vontade, em uma competição da escola. No meio de tanta confusão, quem tem tempo para se preocupar em esconder sua identidade?
É um ano tumultuado na escola e ainda mais em seu coração. Altas emoções e grandes decisões. Descubra o que mais o destino guarda para ela ao ler as páginas emocionantes de seu diário.


Não quero nunca ter que falar com todas as palavras, mas seria ótimo se ele simplesmente entendesse como tenho medo de perdê-lo.

O que você faria que tivesse que esconder quem realmente é por 18 anos? E como você viveria depois que todos souber quem você é? 

Essas são perguntas que vão te perseguir durante a leitura, onde você vai conhecer a Elisa, uma princesa que tem que esconder seu título, mentir sobre quem é sua família, mas ainda vai se deparar com questões em que todo adolescente passa, mas, com um ponto a mais, não somente fará questionar sobre a real identidade de Elisa, mas sobre todos os problemas que gira seu ao redor, que não  atinge  somente a ela, mas a todos que são mais próximas a ela. Você vai se sensibilizar com muitos personagens, mas também vai querer ter raiva de alguns a ponto de querer gritar com o livro e dizer: p... merda, por que você fez isso? 

Elisa Pariseau, esse é o nome que esconde a sua verdade identidade, Elisa é, na verdade, a Princesa Real de Parforce. Sendo filha caçula, sua mãe decide criar-la longe dos holofotes para que tenha a oportunidade de ser uma criança/adolescente normal e só  a revelaria quando completasse 18 anos, com isso Eliese se torna Elisa Pariseau. E aqui acompanhamos ela em sua ida para a Escola Preparatória Belforthe, onde ela irá encarar muitas e muitas consequências, além de ouvir outros colegas falarem mal de sua família a qual ela não poderá se defender, afinal, ela agora é "prima" da Princesa Real, ou seja, não tem muito contato com a família Real.

Era quase como um quadro pintado, a família perfeita, e ninguém se perguntando onde estava a terceira filha. Era de se esperar que me escondesse mesmo. Não era como se precisassem muito de mim. [...] Eu existo porque eles me queriam como filha. E isso é bem mais que suficiente.

Como viver longe de sua família verdadeira? Quando tudo que você mais precisa é um colo de sua mãe, mas como é a Rainha e o que pode oferecer é nada mais do um telefonema para a sua assistente? Elisa nos mostra que mesmo sendo da Realeza, não possui nada de uma família perfeita, e ela se sente tão sozinha, mesmo que tenha duas criadas e uma guarda real somente para você, salva somente pelo seu melhor amigo desde a infância, Benjamim, que hoje é seu principal guarda-costas, mas, quem disso que isso basta né. 

Se é para se viver como uma pessoa normal, uma adolescente normal, então porque não "se dar na telha" não é mesmo? E é isso que Elisa faz, ela vai se soltando aos poucos, e vai enfrentado tudo da sua melhor maneira, começando em terminar a sua amizade que simplesmente esfriou com Portia, mas não bastasse isso, Portia parece ser do tipo que se sente inveja da vida de Elisa e parece determinada e mostrar que ela pode ser melhor que ela, ou seja, se preparem para as aprontas e brigas ok, porque Portia promete ser literalmente uma pedra no seu sapato. Ah, claro que ela vai festar como qualquer garota, e claro que ela vai se apaixonar pela pessoa que nós, leitores, desconfiaremos desde a primeira aparição que ele pode não cheirar lá muito bem, esse se chama Mathew, um cara que pega todas e se acha o melhor e o mais lindo da escola inteira (sempre tem um assim nas escolas né).

É engraçado como um gesto tão simples podia me humilhar tanto. Mesmo depois de tudo com Portia, nunca tinha me sentido tão desprezada.

Devemos levar em conta que, Elisa pode parecer mesquinha, aquele tipo de garota que parece ser metida a rica e tudo mais, ela as vezes é meio assim mesmo, mas é forma como foi criada, por mais que ela tenha tudo, ela ainda se sentia vazia, e é aos poucos que vamos a conhecendo, com seus problemas, dificuldades e crises identidade. Sim, crise de identidade porque Elisa começa a se questionar sobre ela mesmo, sobre seu papel na Família Real, sobre tudo praticamente, ela se sente perdendo tudo, começando pelo seu melhor amigo Ben, que parece esta gostando de sua nova inimiga que é a Portia - lembra que eu disse que era seria uma pedra no seu sapato né -, sem contar que ela não sabe o que realmente sente pelo Matt que resolveu pedir  em namoro, mas como se namora alguém que não sabe quem ela realmente é?

Laura Machado pode ter escrito um livro de adolescente, mas a sua real intenção era mostrar que ninguém é perfeito, que até mesmo alguém que é Princesa passa por problemas pessoais, enquanto muitos a vejam e acham que é o símbolo da perfeição. Ninguém é perfeito, somos seres humanos, cometemos erros e temos nossos defeitos e acredito que, ao perceber que Elisa pode ter sua identidade revelada a qualquer momento isso pode sobrecarregar muito sobre ela, aqueles que sempre esteve ao seu lado pode questionar ela de inúmeras maneiras e creio que ela esta com esse receio de não ser aceita pelo seu povo e também não ser o que eles esperavam

Elisa se sente tão sozinha que tenta agarrar a algo que possa te fazer colocar os pés no chão, possa entender-a por completo, sem julgamento, e ela se questiona sobre sua qualidades e seus defeitos, ao ter a sua amizade com Ben abalada, ela acha que todos que a conhecer verdadeiramente estão ali só para servir-la, com meros contratos. E sim, ela pode ser egoísta, pode ter atitudes o qual consideramos chatas e impensáveis, e é onde começa sua crise existencial, crise de identidade.

Eu tinha um cara correndo pela cidade atrás de mim, duas mulheres adoráveis na escola esperando para me servir e um amigo que parecia só estar perto de mim pela mesma razão que todos os outros. Contratos.

Esse é o tipo de livro que nos faz pensar sobre nós mesmo, sobre nossas atitudes e principalmente sobre nossos defeitos, eu mesmo me sensibilizei com a personagem, me colocando em seu lugar e me levando a pensar o que faria se fosse eu ali naquele momento. Cada personagem muito bem construído e todos muito bem explorado sobre os olhos da personagem, onde ela podia dizer sobre o achava e seu sentimentos sobre cada um, Laura não nos decepciona nesse quesito, eu apenas senti dificuldade em conectar com a personagem, em certos momentos eu dizia que ela se acha demais só por ser Princesa e ter seus privilégios, sem contar que é uma adolescente de 17 anos, acho que por eu já ter passado dessa fase, posso ter achado certas atitudes dela exagerada demais.

A leitura flui muito bem, sua escrita é magnífica, escrita em primeira pessoa, o livro é literalmente um diário, você meio que sente conversando com a personagem. Diagramação mais linda e delicada, nos capitulos temos dias, horas e local, para dar a cara de um diário mesmo, no final temos algumas páginas onde vemos os croquis das roupas que foram utilizados em alguns festas e ocasiões, temos também a árvore genealógica de sua familia. Vi poucos erros de revisão, bem poucos mesmo, nada que venha a atrapalhar a leitura, no mais, eu super recomendo para quem gosta de romance do estilo princesa mesmo, se você já leu A Seleção e Diários de uma Princesa, certeza que você vai adorar esse.

Quero agradecer aqui a minha amiga Débora Silva, que foi quem me apresentou a esse livro e a autora por ter nos aceitado para parceria e nos dado a oportunidade de conhecer sua obra que foi um grande sucesso no Wattpad e agora é aguarda o segundo volume porque seu final mexeu muito comigo e creio que o segundo será muito profundo emocionalmente.

Conhecer a si mesmo engloba bem mais do que a sua personalidade. É preciso saber seus princípios, seus limites. É entender quanto você aguenta, quão forte consegue ser, até onde iria. E perceber que as vezes existem coisas bem piores do que seu maior medo. 

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por