24 de jul de 2018
Por Lizi Reis

O RISO DOS OUTROS / PEDRO ARANTES


Título: O riso dos outros
Direção: Pedro Arantes
Roteiro: Pedro Arantes
Duração: 51:38
Gênero: Documentário
Nota: 4/5
Sinopse: O Riso dos Outros é um documentário brasileiro dirigido por Pedro Arantes e produzido e exibido pela emissora TV Câmara em 1 de Dezembro de 2012. A produção fala sobre a comédia stand-up e mostra diversos depoimentos e opiniões de humoristas, cartunistas e ativistas sobre os limites do humor, o politicamente correto e incorreto e os efeitos negativos e positivos que pode causar uma piada.

Elenco: Rafinha Bastos, Laerte Coutinho, Emerson Ceará, Danilo Gentili, Fernando Caruso, Fábio Lins, Nany People, Maurício Meirelles, Jean Wyllys, Paulinho Serra, entre outros.





           O documentário brasileiro O riso dos outros, dirigido e produzido por Pedro Arantes, traz um tema bastante polêmico: o que é o humor? Podemos descrever o caráter dos homens baseado naquilo que eles acham ridículo, como afirma Goethe? Bom, teremos pessoas que afirmarão que o humor depende da ausência de compaixão, dirão que depende também de olhar a tragédia sem se compadecer, e terão pessoas que dirão que é um exagero falar de preconceito quando os comediantes estão simplesmente colocando na mesa o pensamento que já existe, e dirão também que o comediante não é responsável pelas mazelas da sociedade e que só as representa de uma maneira que causa o riso e por isso não podem ser culpados pelo o que acontece na sociedade... e serão estas pessoas que apreciarão as piadas preconceituosas, aquelas piadas mais fáceis por serem ancoradas em determinados valores solidificados na sociedade, com um nível mais baixo, mais superficiais, pois é muito mais fácil fazer piadas com estereótipos, as ditas piadas prontas, a muleta do comediante.

            As pessoas procuram shows de comédia para desestressar, dar risada e liberar endorfina, lá o humor dialoga com o preconceito destas pessoas, o problema é que o humor sempre carrega um pouco de crueldade e muitas vezes serve para reforçar visões que são tradicionais, conservadoras e claramente preconceituosas. Segundo o cartunista André Dahmer, o ataque às minorias é uma regra do humor e o humor tem que ter ofensa, pois ele trabalha o que é caricato, podendo exagerar uma característica que determina certa identidade, ou comum a um grupo, mas devemos saber que nem sempre este exagero é de uma forma respeitosa.



            O humor perpetua preconceitos, mas também quebra e ridiculariza outros quando é usado de uma forma inteligente, seja para derrubar uma autoridade ou para expor o seu próprio ridículo, algo difícil de fazer, ato que tornará a piada melhor, é fazer rir sem humilhar, coisa que um comediante de talento consegue fazer.

            Este documentário é indicado para pessoas que conseguem enxergar este limite entre humor e preconceito, fazer rir e humilhar, ou até mesmo para aqueles que não conseguem enxergar ou para os que acham que isto não existe e que tudo o que falei aqui não valeu de nada. Até a próxima, galera!

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por