24 de jan de 2019
Por Lizi Reis

PRIMEIRAS IMPRESSÕES / PONTO SEM RETORNO - GABRIELA SIMÕES

Título: Ponto sem retorno
Autora: Gabriela Simões
Editora: Edições Vieira da Silva
Gênero: Ficção
Páginas: 238
Avaliação: 4/5
Sinopse: Giselle Levy é meio-bruxa e vive isolada do mundo com o seu avô, escondida do olhar do rei. É cuidadosa e astuta, contudo, numa tentativa de sobreviver, foi apanhada e chantageada por um dos príncipes de Kendrad, Cristian, que promete não a entregar, se ela for trabalhar para o palácio. Num dilema, ela coloca em perigo a sua identidade e passa a trabalhar no palácio, onde terá de lidar com as constantes tentativas de sedução do príncipe Cristian, os misteriosos olhares de príncipe Eli, os encontros escondidos com o seu melhor e único amigo, Rylan, e um rei desumano com segredos obscuros. Giselle vive numa constante incerteza e angústia de ser descoberta, amargurada pelo facto de não poder ser livre, encontra uma misteriosa sala, com um poderoso encantamento que poderá mudar tudo. Assertiva, inteligente e defensiva, irá deparar-se com uma escolha que mudará para sempre a sua vida e a ideia que tem si própria.

"Vive hoje uma vida que gostaria de viver por toda a eternidade?"
- Friedrich Nietzsche.

          Há um tempo atrás recebi este livro para resenha, mas antes irei dar apenas o gostinho com estas primeiras impressões!


          Este livro dividido em partes já começou a me chamar atenção desde a sua sinopse, onde logo percebi o envolvimento de bruxas, reinos e palácios, príncipes e reis, e isso resultou numa Lizi muito curiosa! Achei que teria dificuldades por se tratar do Português de Portugal, mas até que não, apenas alguns pontos me chamaram a atenção (falo lá no final, rs).

"A nossa vida pode nem sempre ser fácil, mas quero que seja feliz."

         Giselle, uma jovem de 17 anos, meio-bruxa (consegue fazer algumas magias, como acelerar o crescimento de plantas, se teletransportar em pequenas distâncias e alguns feitiços que aprendeu em livros), que vive isolada com o avô, escondidos dos olhos do rei no reino de Kendrad, ganhou meu coração de primeira. Bom, aqui irei apenas pontuar o primeiro capítulo da primeira parte: "O despertar", que foi onde entendi uma parte da história...

         Um rei há 25 anos estabeleceu um mandato para caçar magia (inquisição?), demorou cerca de 20 anos até que a magia fosse "extinguida". Foi neste momento que descobri que a mãe de Giselle morreu após ser capturada no puerpério (isso já me fez analisar o nível de ódio que a personagem principal deve ter de todo este sistema hierárquico).

         Voltando para os dias atuais... Ocorre (acredito que anualmente) a Parada dos Príncipes, que é o acontecimento mais importante deste reino. Começou há uns anos, com o pretexto de dar a conhecer ao povo os seus governantes e consiste num desfile de príncipes, do palácio até ao centro, esta parada dura cerca de 1 mês. E durante esta Parada, Giselle e seu avô acabam ficando sem mantimentos e ela precisa sair para roubar, o que é um hábito, mas que durante este mês é muito perigoso por conta da alta concentração de guardas. Bom, ela sai, pega o que precisa, mas como sempre queremos mais (rs), ela decide roubar umas joias no fundo de uma carruagem. Ela estava crendo no feitiço que jogou no seu manto para que os guardas não sentissem a presença dela... Hibulis Magius. Mas, infelizmente ela é descoberta, tenta fugir, mas é alcançada por um príncipe que já me cheirou a romance no ar *-* Será? Acho que só lendo ou aguardar a resenha sair aqui \o/

"Serão os humanos assim tão distraídos? Não dão conta do que se passa à sua volta?"

          E como eu disse que no final traria os pontos que me chamaram atenção... palavras que são diferentes daqui, ou que por descuido foram escritas erradas mesmo (eu não sei, rs), ex: facto e fato; aspeto e aspecto; Ltda e Lda; incómodo e incômodo; dezassete e dezessete; oiço e ouço.
         A troca de pronomes também, coisa que não sei se (repetindo) foi erro de digitação ou se é realmente o comum de lá, ex: mo permite x me permite. Palavras que eu achei que entendi o sentido, ex: tencionavas; onde eu trocaria por pretendia, eu acho; e riposto (??). O uso de mesóclise me assustou um pouco também, haha.

SOBRE A AUTORA
         
Gabriela Gomes Simões nasceu na cidade da Amadora em 1998. Terminou o ano passado o Ensino Secundário no curso de Ciências e Tecnologias, neste momento encontra-se a tirar uma licenciatura em Gestão Hoteleira na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. Tem como sonho dar a conhecer a sua escrita. A paixão pela escrita começou muito nova, com apenas oito anos escrevia pequenos poemas e histórias, tendo concluído o seu primeiro manuscrito com catorze anos de idade. Nos últimos quatro anos dedicou-se ao seu aperfeiçoamento, no seu conteúdo e forma, acabando por crescer com ele, dando-lhe o título de Giselle – Ponto Sem Retorno, sendo este o seu primeiro livro.

Instagram: @writer_gabby

Comentários via Facebook

1 comentários:

  1. Olá Lizi!!!
    Só pela sinopse do livro ele me ganhou e quando li suas primeiras impressões acerca do livro também.
    Se você tava cheirando romance quando ela encontra o príncipe, eu já cheirei o mesmo logo na sinopse rsrsrs
    Adicionar a lista de livros aqui que quero ler que só aumenta rsrsrs

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

© Biblioteca Lecture • Desenvolvimento com por